sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

VEREADOR DIEGO MOTA NEGA A EXISTÊNCIA DE PACOTE DE MALDADES NA GESTÃO VALMIR CLÍMACO




Na defesa do prefeito , vereador nega existencia de pacote

Verdadeiro ou não circula nas redes sociais principalmente Facebook e WhatsApp um texto enumerando diversas medidas consideradas aberrações administrativas de contenção de despesas a serem enviadas para aprovação na Câmara. 

   O documento esta viralizando tão rápido que até agentes da Comtri acreditaram na versão e não fizeram extras em suas uma de suas atividades. 

Outros funcionários de diversas secretarias, preocupados andam consultando advogados sobre a legalidade das medidas com medo de serem prejudicados . Até  então o suposto documento é  visto  como texto apócrifo  (embora bem elaborado por alguém que entende bem linguagem técnica/burocrática)  tendo em vista a não comprovação original da fonte.

 Mas os vereadores de sustentação da bancada politica  do prefeito Walmir Climaco, Peninha, e Diego Mota na tribuna rechaçaram o documento dizendo que se trata de “coisas da oposição” e que jamais aprovariam tal pacote mesmo que ele existisse porque vai contra os direitos dos servidores. 

 A Câmara ficou indignada com tal probabilidade.   No texto há um trecho diz que o prefeito vai criar um instituto previdenciário municipal, vai propor demissão voluntária e quem não pedir pode ser demitido, revogação do PCCR  (que a Câmara sequer aprovou) 

O  próprio Sintep desconhece oficialmente esse documento já que não tiveram acesso a sua fonte oficial (se é que ela possa existir), mas não descartam medidas que venham a propor algumas mudanças administrativas.   Como aonde tem fumaça tem fogo, o vereador Diego Mota negou a existência desse pacote, mas admitiu que o prefeito realmente vai tomar medidas amargas nesse sentido, mas respeitando os direitos dos servidores e dentro das leis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário