sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

EM COLETIVA, GERENTE DE LOGÍSTICA DA OURO MINAS NEGA QUALQUER IRREGULARIDADE NA EMPRESA POR OCASIÃO DA OPERAÇÃO CRISOL DA PF.


FOTO bLOG DO NORTON

Após permanência de quatro horas no interior do prédio da empresa de compra de Ouro Ouro Minas a PF cumpriu mandato de busca e apreensão vasculhando documentos, computadores, em seguida alguns funcionários prestaram depoimento. 

  A operação denominada Crisol gerou uma ampla repercussão na mídia principalmente em blogs da região e para esclarecer os fatos, a empresa convocou a imprensa através de uma coletiva dia 08 (quarta feira)



 



Raimundo Oliveira Gonsalves, gerente de logística de Logística da Ouro Minas DTV iniciou a entrevista  afirmando que se tratou de uma operação de fiscalização para averiguar se estaria ocorrendo extração,  compra e transporte de ouro de maneira ilegal.  Raimundo Gonsalves negou ter ocorrido qualquer pedido de fechamento da empresa tanto que após a PF cumprir sua operação a Ouro minas retomou as rotina de trabalho normalmente.   O gerente avalia que por se tratar de uma grande empresa, uma das maiores do pais ela acabou se tornando objeto de investigação.



 



O gerente de Logística afiançou que a Ouro Minas respeita e cumpre rigorosamente todo o processo de compra de ouro, comprando apenas ouro que comprovadamente seja extraído de áreas legalizadas. 

  Também negou que Policia federal tenha feito apreensão de documentos, ouro, dinheiro ou qualquer outro objeto.   Para Raimundo Gonsalves a operação na Ouro Minas foi positiva porque dessa maneira as demais empresas do ramo irão procurar dentro da legalidade, já que a Ouro Minas por sua tradição de mercado sempre se pautou por atuar com transparência e seriedade reitera o gerente.



 



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário