terça-feira, 8 de novembro de 2016

PRAZO VENCE SEXTA FEIRA DIA 11 E CANDIDATOS NOTIFICADOS PELA JUSTIÇA ELEITORAL AINDA NÃO APRESENTARAM DEFESA.



técnico judiciário confirma prazo até sexta pra os candidatos notificados

Logo após o termino das eleições dia 02 de Novembro deste ano,  cerca de 60 candidatos ainda não haviam apresentado prestação de conta de suas campanhas, mas num levantamento feito pela reportagem do IMPACTO, na manhã do dia 8 terça feira só estavam pendentes 24.

Jeefson Menezes técnico judiciário do cartório eleitoral da 34ª Zona confirma que o processo de analise das prestações de contas estão sendo feitas primeiro pelos 15 vereadores eleitos, posteriormente todos os candidatos também serão submetidos análise em suas prestações de contas.   Quanto às denuncias que poderiam formuladas pelo aplicativo Pardal o MPE não enviou nenhuma denuncia contra nenhum candidato ao Cartório eleitoral.

Para Jeefeson foi uma das eleições mais tranquilas e com tempo de apuração recorde comparado com a de 2014. Quanto a denúncias feitas contra candidatos eleitos, elas foram feitas por cidadãos comuns e estão na m ira da justiça eleitoral por supostas irregularidades por município os seguintes candidatos: Itaituba-  José Beloni que é empresário no Distrito Campo Verde, Manoel Rodrigues de Souza (Manoel Dentista) Antônia Pereira Picanço Farias, Agnaldo Cirino (Dadinho caminhoneiro) Daniel Martins dos Santos (Daniel do Posto Dado) e Etevaldo Pereira Lima  (Nem de Miritituba).

 Trairão José Odair Pereira Matos, Valdiney José Ferreira e Admilson Porto.  Todos eles foram notificados pela Justiça eleitoral para que apresentem suas defesas, mas até ao meio dia desta terça feira dia 8 ninguém ainda havia apresentado defesa o prazo pra isso termina sexta feira dia 11.

Dos majoritários apenas o prefeito eleito Valmir Clímaco está notificado pela Justiça eleitoral para ele justificar e explicar em sua prestação de conta, contradições financeiras entre o que foi gasto o e o que foi apresentado a Justiça eleitoral no que se refere à realização de comícios.

 O prefeito eleito terá que justificar como realizou tantos comícios a preços considerados ínfimos na campanha, bem abaixo do mercado.  Caso a justiça eleitoral avalie que tem procedência os erros nas prestações de contas, os denunciados poderão até mesmo não assumir seus mandatos, ou então ter a aprovação de contas com ressalvas etc...



Nenhum comentário:

Postar um comentário