quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Pará debate nova divisão geográfica feita pelo IBGE DEBATE: Atualiação prevê estabelecimento de Regiões Imediatas e Intermediárias ________________________________________

Belém debateu ontem a atualização proposta pelo IBGE para a divisão geográfica do Pará Representantes de órgãos públicos, acadêmicos, professores e a sociedade em geral iniciaram neste mês uma série de audiências públicas promovidas pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) para discutir a proposta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de atualizar a divisão geográfica do Pará.

 Ontem foi a vez de Belém receber o seminário “Divisão Regional do Brasil - Regiões Geográficas do Estado do Pará: Diálogo com a sociedade paraense”, que já passou por Marabá, Tucuruí, Bragança, Castanhal e Altamira. O auditório do campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) ficou pequeno para o público interessado. 

“Este é um assunto que vai interferir em políticas públicas importantes. É imprescindível a sociedade conhecer o assunto e contribuir para formulação de uma proposta final que possa beneficiar a todos”, comentou a universitária Sâmia Alice Nogueira, de 25 anos. 

Hoje o seminário volta a ser realizado em Belém, na sede da Fapespa, para deliberar sobre as regiões de Belém e Marajó. Amanhã a programação encerra em Santarém o ciclo de audiências públicas. Em setembro, a fundação formulará um relatório com os pontos levantados pelos participantes para entregar ao IBGE. 

O Liberal ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário