quinta-feira, 21 de julho de 2016

MJ AUTORIZA ONGS INTERNACIONAIS A COLOCAR PLACAS PROIBINDO ATIVIDADE GARIMPEIRA E MINERADORA NA REGIÃO DE PIMENTAL ATÉ A BOCA DO RIO JAMANCHIN

Placas colocadas pelas ONGS com apoio do MJ

Para o setor mineral e diversas outras entidades ligadas ao setor produtivo do Tapajós é muito preocupante a colocação de placas e boias no rio Tapajós, na região de Pimental até a boca do rio Jamanxin por ONG’S internacionais que poderiam estariam agindo sem a devida autorização do Ministério da Justiça conformem afirmam moradores dentro das áreas interditadas. 

As placas e boias proíbem a atividade garimpeira e mineradora e numa área de mais de 178 mil hectares e tem como meta a criação da reserva indígena Sawé Muybu na vila de Pimental destinada aos índios Mundurukus. 

 A medida é considerada pelas entidades que defendem questões produtivas como um verdadeiro atentado a soberania tendo em vista que com a criação de mais uma reserva milhares de agricultores descendentes de familiares que lá já vivem há mais de um século poderão ser expulsos, causando assim um caos social sem proporções. 

Os moradores dizem também que a reserva indígena ainda não existe de fato nem de direito já que está ainda no primeiro passo e por isso as ONGS não deveriam já tomar medidas de interdição e risco de expulsão de pessoas que já estariam morando ali há mais de cem anos.

 O que as entidades contestam é a informação de que ali seria uma reserva indígena, e que a presença de indígenas naquela região teria sido iniciada por volta do ano de 2005, também viabilizadas pelas mesmas ONGS que de acordo com das entidades de classe entraram na região apenas com o objetivo de inviabilizar a construção das Usinas Hidrelétricas de São Luiz do Tapajós e Jatobá e que estão com isso gerando sérios conflitos entre as populações lá residentes e que antes não tinham problemas entre si. As entidades contesta a informação de que o Ministério da Justiça teria dado autorização conforme propalam as ONGS

Nenhum comentário:

Postar um comentário