domingo, 3 de janeiro de 2016

TCU aponta prejuízos na Transamazônica Licitação - Ex-coordenador do Dnit e construtora da obra terão que devolver recursos ________________________________________

O Tribunal de Contas da União (TCU) não acatou as alegações de defesa dos responsáveis pelas obras na BR-230 (Rodovia Transamazônica) no ano de 2009, no trecho da divisa Pará/Tocantins (Marabá-Altamira-Itaituba), subtrecho Altamira-Medicilândia. 
Muito dinheiro roubado segundo o TCU,por isso esse abandono

Os condenados vão pagar R$ 7,98 milhões, a preços da época, corrigidos monetariamente, correspondentes ao valor do superfaturamento apurado. 

Eles ainda receberam multa de R$ 1 milhão. Ainda cabe recurso da decisão.

 O contrato referente às obras foi rescindido, mas, devido ao superfaturamento, o TCU instaurou Tomada de Contas Especial (TCE) para apuração das responsabilidades. Auditorias anteriores do TCU verificaram alterações contratuais que impactaram o equilíbrio econômico-financeiro inicialmente estabelecido no contrato, o que caracterizou a ocorrência da prática denominada “jogo de planilha”.

 Essa irregularidade ocorre quando há aumento ou inclusão de quantitativos de itens que apresentam preço acima do referencial adotado, combinado com expressiva redução ou supressão de quantitativos relativos a itens que apresentam preço abaixo 

O liberal ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário