segunda-feira, 19 de outubro de 2015

EMPRESÁRIOS NEGOCIAM E MUNDURUKUS LIBERAM ESTRADA DO BIS

Davi Menezes e Eraldo Pimenta foram decisivos nas negociações

Após dois dias de interdição da estrada do BIS, o fórum das entidades e demais empresários precisaram intervir para evitar um verdadeiro caos que já estava se formando com a iminente falta de combustível e outras mercadorias transportadas pela estrada considerada estratégica.

  O que deu segurança  e ajudou a avançar as negociações foi a publicação de edital para asfaltamento da Estrada que prevê abertura do envelope no dia 25 de Novembro e início da obras dia 1º de dezembro deste ano.

Negociações foram bem sucedidas

 Para que houvesse um acordo foram feitas várias reuniões até que os Índios Mundurukus lideradas por Alessandra Kurá e Everaldo Manhuary aceitassem desobstruir a estrada, mas antes foram colocadas várias exigências, entre elas compromissos firmados em documentos e em atas aonde os índios exigiram um ônibus de apoio aos moradores e estudantes , assim como também um carro pipas para jogar água na estrada empoeirada. 

 Os dois compromissos foram firmados e estão sendo mantidos, sendo que o acordo foi firmado pela empresa ACARI e pela prefeitura que deverão cumpri-lo até o dia 1º de dezembro deste ano prazo final para início da execução das obras de asfaltamento da estrada do BIS. 

A ata foi elaborada e assinada no dia 20 e no dia 21 foi assinado documento de compromissos, sendo que de imediato por volta do meio dia os índios desinterditaram a estrada permitindo a passagem de dezenas de caminhões tanques que há dois dias aguardavam um desfecho nas negociações.  O deputado estadual (PMDB) Eraldo Pimenta, assinou o documento na condição de testemunha representando a Assembleia legislativa. 

A presença da prefeita Eliene Nunes foi mínima sendo que o processo de negociação foi coordenado pelo fórum das entidades presidida por Davi Menezes que considerou uma grande conquista pelo empenho de todos na questão.  A empresária Suzy leal também esteve participando ativamente nas negociações propondo que todo apoiem a causa o que foi feito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário