sábado, 12 de setembro de 2015

PF quer ouvir ex-presidente Polícia Federal pede autorização ao STF para que Lula seja ouvido em inquérito da Lava Jato ________________________________________

Por: SÃO PAULO Folhapress 
será que agora é a vez dele???

Em relatório entregue ao Supremo Tribunal Federal ontem, o delegado da Polícia Federal Josélio Azevedo de Sousa solicitou que o ex-presidente Lula seja ouvido em inquérito no STF que trata de parlamentares com foro privilegiado como desdobramento da Operação Lava Jato.

 O pedido primeiro será analisado pela Procuradoria-Geral da República. Pelas regras em vigor no STF, os pedidos da PF só são avaliados pelo ministro relator dos processos da Lava Jato, Teori Zavascki, depois de uma manifestação formal do procurador-geral, Rodrigo Janot. 

Se Janot for contra ouvir Lula, o ministro do STF não irá autorizar o depoimento. Em seu relatório, o delegado da PF reconhece que não há provas do envolvimento direto de Lula. Mas considera que a investigação “não pode se furtar” a levantar se Lula foi ou não beneficiado “pelo esquema em curso na Petrobras”. O delegado cita que o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa “presumem que o ex-presidente tivesse conhecimento do esquema de corrupção”, tendo em vista “as características e a dimensão do mesmo”. 

Mas frisa que ambos não dispõem de elementos concretos que impliquem a participação direta do então presidente Lula nos fatos. Costa afirmou em um de seus depoimentos que “em razão da envergadura do esquema de corrupção montado na Petrobras, acha muito pouco provável que tanto Lula quanto Dilma não tivessem conhecimento do mesmo”. Um pouco antes, porém, no mesmo depoimento, Costa reconheceu que “jamais tratou” com Lula ou com Dilma de vantagens indevidas. Em seus depoimentos, Youssef não ofereceu provas objetivas sobre o suposto papel de Lula.

 Ele disse que “tanto a presidência da Petrobras quanto o Planalto tinham conhecimento da estrutura que envolvia a distribuição e repasse de comissões no âmbito da estatal”. Logo em seguida, no mesmo depoimento, o doleiro reconhece “não dispor de nenhum elemento concreto que permita confirmar tal suposição”.  Além de Lula, o delegado quer que sejam ouvidos políticos do PT, como Rui Falcão e José Sérgio Gabrielli, e os ex-ministros Ideli Salvatti, Gilberto Carvalho e José Dirceu. Em visita a Buenos Aires, Lula afirmou que não foi informado do pedido feito pela PF. ________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário