sábado, 29 de agosto de 2015

Detran suspende 28 mil CNHs no Pará INVESTIGAÇÃO: Transferências do Tocantins podem indicar fraude e levar à perda da carteira ________________________________________

Vinte e oito mil condutores podem perder a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran/ PA). Esse é o quantitativo total de pessoas que solicitaram transferência de jurisdição para emissão de CNH e que serão chamadas a prestar esclarecimentos na Operação Galezia, deflagrada pela Polícia Civil, no último dia 20, quando foram presas 10 pessoas e cumpridos 42 mandados de busca e apreensão no Pará e no estado do Tocantins, por envolvimento em esquema de fraudes na obtenção da carteira de habilitação por meio de processos de transferência de jurisdição.

 Doze envolvidos estão presos atualmente. Segundo o diretor geral do órgão, Nilton Atayde, de janeiro de 2011 a julho deste ano, 28 mil processos de carteira de habilitação foram transferidos do Tocantins para o Pará. “Precisamos checar esse quantitativo dentro da formalidade e legalidade, pois um dos critérios para a emissão da primeira habilitação é ser domiciliado no Estado. 

Então, vamos investigar se realmente essas pessoas têm domicílio no Pará. Todas serão chamadas para prestar esclarecimentos. Caso não façam dentro do prazo a ser estabelecido terão a carteira de habilitação cassada”, afirmou Atayde. “É preciso ressaltar que o Detran do Tocantins não tem qualquer participação nas fraudes. Todos os procedimentos fraudulentos foram cometidos no Estado”, destacou.

 “Também detectamos, em Xinguara, 150 processos de habilitação com pedido de transferência de jurisdição nos quais constavam o mesmo endereço. Ou seja: a fraude era tão descarada que nem o endereço se tinha o trabalho de mudar”, contou. O liberal-________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário