sexta-feira, 3 de outubro de 2014

OPERAÇÃO REBU INVADE BARREIRAS, MULTA, INVADE CASAS, CONFISCA TRACAJÁ ASSANDO E PROVOCA REVOLTA NOS MORADORES

Morador de Barreiras denunciou truculência do Ibama e ICMBIO

Parecia mais uma seqüência de um filme de Rambo, artilharia pesada, Helicóptero e mais de vinte homens numa ação brusca que assustou o pacato distrito de Barreiras. Everaldo Borges dono de uma palhoça relata o drama vivido pelos filhos quando os homens do Tático e fiscais do IBAMA chegaram invadindo sua residência.

 Everaldo disse que sua filha de 17 anos até hoje está psicologicamente abalada como o que ele considerada violência desnecessária já que sequer estavam munidos de mandado judicial para invadir as residências. 

O episódio ocorreu no dia 27 do mês passado numa ação que teve início as 11 da manha, indo até as 16 Horas. A operação invadiu diversas casas numa dela a porta foi arrombada e segundo Everaldo nem o proprietário se encontrava, assim como ele que estava em Itaituba com sua esposa e no momento do que ele chama de truculência estavam em Barreiras apenas seus dois filhos. Everaldo disse que no seu caso ele às vezes consome tracajás como um hábito gastronômico da região, mas não vende e considera arbitrária a ação já que nada encontraram em sua casa.

 Já na residência de um outro morador a operação comandada por um agente do IBAMA de prenome Paulo (de Santarém), eles confiscaram um casco de filhote de tartaruga e ainda aplicaram segundo o denunciante , multa de cinco mil. Os moradores fizeram um documento acompanhado de um abaixo assinado e denunciaram a ação do IBAMA e de homens do Tático de Santarém.

 Representando a com unidade, o comerciante morador há mais de 40 anos em Barreiras,  Everaldo Borges esteve na sessão desta quarta feira dia 1º, pedindo apoio da Câmara de vereadores.   Segundo alguns moradores revoltados com a operação REBU, cerca de treze casas foram invadidas com os PMS armados e assustando a população considerando que eles deveriam usar outros métodos já que ali moram pessoas ordeiras e pacatas e não bandidos de alta periculosidade, já que não houve nenhuma reação em relação o trabalhos dos fiscais do IBAMA e PMS do Tático de Santarém e também de Itaituba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário