terça-feira, 2 de julho de 2013

JACAREACANGA: PREFEITO CONVOCA REUNIÃO PARA DEBATER OS ÚLTIMOS FATOS ENVOLVENDO PROTESTOS INDIGENAS NA CIDADE.

Fotos gentilmente cedidas pelo indigena Tomaz Saw Munduruku.

Preocupado com a onda de protestos recentes ocorridos
Indios em pé de guerra se pintam para suas reivindicações(FotoTomaz Mundurku)
na cidade de Jacareacanga promovido por índios da etnia Mundurucu, o prefeito Raulien Queiroz(PT) convocou em caráter de urgência no auditório da Secretaria de Agricultura uma reunião para debater o problema, que já está criando um clima de desestabilização política na região. 

Foram convidados o comandante do destacamento da PM local, Policia Civil, Associação Comercial, Câmara de vereadores, secretários, e representantes de diversas entidades de classe do Município. A reunião que durou mais de uma hora discutiu amplamente os últimos fatos organizados pelos indígenas entre eles o de maior repercussão envolvendo os sequestros dos biólogos que estavam fazendo trabalhos na região para as empresas ligadas ao Consórcio tapajós. 

Para muitas entidades esses fatos podem trazer sérios prejuízos a Jacareacanga, principalmente afastar investidores num momento em que a cidade está crescendo em sua economia por conta dos novos investimentos que estão chegando. 

O secretário de assuntos indígenas Ivãnio Alencar defende a tese de que o indígena que se intitula líder do movimento seria uma falsa liderança já que teria agido a revelia sem consenso com os demais caciques da região, e que Valdenir estaria agindo por motivos influenciados por ONGs entre elas Greenpeace.

 O secretário afirma que não podemos confundir democracia com anarquia, pois ocorreram excessos segundo ele da parte dos indígenas envolvidos diretamente no sequestro.  Da reunião nasceu um documento assinado por todas as entidades presentes no encontro, onde todos a subscreveram e o documento oficial da reunião será enviado ao Ministério Público Federal, OAB, Câmara, Senado, presidência da República, enfim a todos os órgãos nacionais fazendo um alerta da situação tida como grave, e propondo pedido de apoio para que Jacareacanga não vire um caldeirão social de protestos generalizados, que trará grandes prejuízos a região. 

O prefeito Raulien Queiroz que convocou a reunião está otimista que após esse encontro a situação se normalize em seu município já que entende que as reivindicações podem existir, mas não da forma como vem acontecendo colocando em risco estado de direito em relação a democracia do pais. 

Não foi permitida a entrada da imprensa na reunião, mas alguns representantes das entidades passaram informações básicas sobre o fato demonstrando preocupação já que o comércio está perdendo muito com esses movimentos repressivos ocorridos em Jacareacanga. O documento que foi concluído segunda feira dia 01, será entregue essa semana as autoridades de todo o pais no estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário