sexta-feira, 12 de abril de 2013

CRIANÇA DE 2 ANOS MORRE AO RECEBER CHOQUE ELÉTRICO NO PORTÃO DO VIZINHO.

Vítima inocente da imprudência do vizinho (Foto-Álbum da família)

Imprudência, maldade, insensatez?. Seja qual for o adjetivo dado ao responsável pela tragédia anunciada, será muito pouco para minimizar a dor dos pais de uma criança de apenas dois anos morta ao tocar de forma inocente em um portão que estava eletrificado. 

O acidente fatal aconteceu quinta feira (10) na 25ª rua, Bairro do Bom Remédio. A criança era vizinha de Antônio responsável pela colocação do fio elétrico. A mãe da criança disse que também já havia levado um choque e tinha alertado seu vizinho para o perigo de ocorrer uma morte ali principalmente com a presença de crianças, mas segundo ela, ele não deu a mínima  importância e continuou com a eletrificação.

 Parentes da vitima contam que foi tudo muito rápido, a criança  saiu para brincar e sem saber do perigo encostou a cabeça no portão que estava com  energia. O dono do porão foi preso e autuado em fragrante por homicídio culposo(por não ter intenção de matar). Antônio foi preso pela policia Civil sob o comando do delegado José Bezerra. 

O acusado amparado por lei pode pagar fiança e ganhar sua liberdade já que crime com penas igual ou inferior a quatro anos pode ser arbitrado . A criança veio a falece após dar entrada no Hospital municipal, para desespero dos pais. O menor eletrocutado foi velado na casa de pum parente situada na 14ª rua entre 15 de agosto e Justo Chermont, no bairro bela Vista.

Ainda muito abalada com a tragédia a mãe da vitima disse que quinta feira pelo período da tarde, a criança já tina almoçado e tomado banho.E em determinado momento pediu para brincar lá fora, e ela não deixou, mas como ele insistiu muito chorou prevalecendo o coração de mãe, ela permitiu que ele saísse. 

Foi à última vez que ela ainda o viu com vida. Minutos depois ao procurá-lo o encontrou jogado no chão. De imediato e prestou socorro, mas já não podia mais fazer nada tem do em vista que a carga elétrica foi muito forte para a fragilidade da criança. O fato revoltou os moradores residentes no bairro aonde a criança vivia e era muito querido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário