sexta-feira, 29 de março de 2013

MAIS UM TRAFICANTE VAI EM CANA

O de preto apenas prestou esclarecimentos e foi liberado.. Glicélio(sem camisa) assumiu sua culpa
Uma guarnição da policia militar  comandada pelo sargento João Luiz, prendeu na madrugada desta sexta feira por volta de 12:30 h Glicélio Neves,  de 28 anos acusado de estar vendendo drogas na Praça do Km  05 na 3ª rua daquele bairro. A policia militar chegou ao traficante após minucioso levantamento do serviço de inteligência naquele bairro.
Dinheiro, droga e Celulares estava em poder do traficante.

Glicélio foi preso em flagrante com três celulares, drogas e a quantia de cento e vinte reais. Além do que foi encontrado com o traficante no momento em que estava sendo preso em flagrante os telefones tocaram diversas vezes por pessoas que já estavam contactando Glicélio neves para comprar pedras de Crack e pasta de Cocaína. Os telefones também serviram de reforço de prova contra o acusado pelo registro das chamadas.
Já caiu uma vez por tráfico, mas ficou só 14 dias na cadeia pública.

Glicélio e mais dois parceiros (para prestarem depoimentos) foram levados para a 19ª Seccional de Policia quando  foram ouvidos em depoimento pelo escrivão Haroldo. Glicélio abriu o o jogo e admitiu ser o dono das drogas.

 Ele já havia sido preso anteriormente, enviado a cadeia pública mas com apoio de bons advogados em 14 dias já estava nas ruas novamente traficando. Glicélio e mais três parceiros estavam em uma moto preta Yamaha e quando foi preso portava sacos plásticos|(para embalar a droga) balança de precisão e celulares.

Matias Rodrigues (18) e Airton que estavam com Glicélio não conseguiram evadir-se e também foram presos para prestar esclarecimentos sobre sua presença no mesmo local e em companhia de Glicélio que assumiu toda a culpa.

Após a conclusão  do inquérito  e pelo volume de provas, Glicélio Neves deverá novamente ser mandado para a Cadeia Pública. Durante o período do seu depoimento o traficante foi acompanhado de advogado que já  está providenciando sua provavél  liberação

Nenhum comentário:

Postar um comentário