quarta-feira, 6 de junho de 2012

Base governista acusa Jatene de quebrar acordo

VERBAS 

 Governistas não aceitam justificativa que está atrasando repasse de convênios Deputados da base governista disseram, ontem, que o governador Simão Jatene procura justificativa para não cumprir o acordo que dava a cada parlamentar o poder de indicar a quem repassar até R$ 1 milhão do orçamento deste ano através de convênios.

 Pela terceira semana, nenhum projeto do governo foi votado na tentativa de forçar a assinatura dos contratos. A turbulência entre o governo e parte de sua base aliada começou em meados do mês passado, quando os deputados foram informados que a Procuradoria Geral do Estado estava questionando a legalidade dos repasses. O procurador-geral, Caio Trindade, apresentou consulta ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para saber se o repasse (que atende a distribuição de bens e a oferta de serviços) está entre as condutas vedadas ao Executivo em ano eleitoral.

 A Secretaria Estadual de Planejamento chegou a receber dos deputados uma lista com os nomes das entidades privadas sem fins lucrativos a serem beneficiadas pelos repasses, mas nada foi liberado sob a justificativa de que é preciso esperar a resposta do TRE. Ontem, o deputado Parsifal Pontes, líder da bancada do PMDB, partido aliado do governo, com indicação inclusive de ocupantes de secretarias, cobrou franqueza do governo e disse, em plenário, que o parecer é uma justificativa para quebrar o acordo. "Quero concluir que o governo não quer pagar e deveria se manifestar claramente", criticou. 

 Fonte-  O Liberal Digital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário