sábado, 5 de maio de 2012

Assaltantes sitiam cidade

Bandidos chegam a Novo Repartimento atirando para o alto, invadem duas agências bancárias e fogem com reféns em carros roubados e incendiados na estrada. Nenhum dos 15 assaltantes foi preso. Uma quadrilha composta por aproximadamente 15 bandidos fortemente armados e encapuzados assaltou, no início da tarde de ontem, as agências do Banco da Amazônia e do Banco do Brasil do município de Novo Repartimento, no sudeste do Pará.

 Este é o quarto assalto ocorrido em agências bancárias do interior do Pará, em menos de uma semana. Raimundo Silva, 57 anos, que foi feito refém durante a ação criminosa, disse que passava pouco mais das 15h30 de ontem quando os bandidos invadiram a cidade, efetuando disparos para o alto e aterrorizando os moradores. "Eu estava dentro do Banco do Brasil e o Basa funciona logo ao lado. Eles já chegaram atirando e mandando todo mundo se deitar no chão", disse Raimundo, ressaltando que um dos bandidos perguntou seguidas vezes pelo gerente do Banco do Brasil. "Quem é o gerente do banco? 

Se vocês não disserem, vão morrer", ameaçou o supostamente chefe do bando. Ainda de acordo com Raimundo, que é proprietário de uma empresa de publicidade em Novo Repartimento, os bandidos agiram simultaneamente nas duas agências. "Enquanto uma parte deles invadiu o Banco do Brasil, a outra entrou na agência do Basa. Foi tudo muito rápido", descreveu Raimundo. Após retirarem todo o dinheiro dos cofres, os bandidos ordenaram que todos os reféns fossem para o lado de fora das agências. Depois, fugiram da cidade, levando oito reféns. Para a fuga, os bandidos utilizaram pelo menos quatro veículos, mas os policiais só conseguiram identificar uma caminhonete preta e um Fiat verde, que foram roubados momentos antes do assalto. 

 Em uma ponte situada a cerca de 5 quilômetros da zona urbana de Novo Repartimento, os bandidos liberaram todos os reféns e incendiaram o Fiat Uno para dificultar a perseguição policial. Até o final da tarde de ontem as instituições bancárias não divulgaram o montante em dinheiro que foi levado pelos bandidos. 

Fonte:O liberal orm

Nenhum comentário:

Postar um comentário