segunda-feira, 23 de abril de 2012

DESPORTISTAS COBRAM DE REPRESENTANTE DA SEEL MAIS APOIO PARA ITAITUBA

Joaquim Albino, um incansável  defensor do nosso esporte
Varone"Cadê a verba para o esporte de Itaituba"
Sérgio Castro cobrando  mais infrestrutura para o esporte local.
Desportistas Vivaldo Gaspar

Com participação da diretora de Esportes da Secretaria de Esportes e Lazer do Estado, Ana Júlia, o segmento desportista de Itaituba esteve na Câmara de vereadores na noite desta segunda feira dia 23 fazendo uma explanação de motivos sobre a situação considerada caótica do nosso esporte, que está há 30 anos em total abandono por parte do estado e do município. 

Ana júlia da SEEL, atenta as palvras de Hilton Aguiar

O encontro intermediado e apoiado pelo deputado Hilton Aguiar, embora relevante contou com uma pequena platéia. Inicialmente o presidente da Lida, o desportista abnegado Joaquim Albino teceu críticas duras contra o que ele considera absurdo pelo abandono  de três décadas do esporte em nossa Cidade.

Deputado Hilton Aguiar e representantes do governo do estado

Joaquim disse que a população não acredita mais nos políticos, mas espera que o governador honre sua palavra construindo o ginásio que está com suas obras paradas Além de Joaquim Albino também se manifestaram na reunião o Diretor de esportes Vivaldo Gaspar que cobrou da representante do estado uma presença maior em Itaituba. 

 Sérgio Castro solicitou em caráter de urgência que sejam retomadas as obras de construção do ginásio de |esportes Teófilo Olegário Furtado, assim como construção de quadras de esportes nos bairros O deputado Hilton Aguiar disse que todas as reivindicações apresentadas no encontro serão levadas pessoalmente ao secretário de esportes e lazer do estado, Marcos Eiró, mas enfatizou que o governador tem estado presente apoiando diversos eventos entre eles Copa Ouro, festival do Piau/Aracu em Barreiras entre outros.

  Outro grave problema colocado é o alto índice de evasão do projeto Zico 10 que começou com mil e duzentos atletas e agora reduziu para oitocentos com tendência a cair mais, segundo um dos coordenadores pela dificuldade que existe em Itaituba não contar com campo de futebol, já que a especulação imobiliária vem acabando com os antigos espaços. 

Os professores de educação física também apresentaram suas reivindicações citando que não conseguem ministrar boa aula porque estão a míngua sem material esportivo, incluindo bolas e sem quadras esportivas suficientes para contemplar a a demanda de alunos(as) que é elevada. A diretora de eventos, Ana Júlia  encerrou a reunião onde pediu que todas as reivindicações sejam transformafadas em documentos para que o estado possa estender suas ações aqui em Itaituba no setor de esportes também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário