sexta-feira, 20 de abril de 2012

ALUNAS DO CURSO DE PEDAGOGIA DENUNCIAM FATEP AO MEC E MINISTÉRIO PÚBLICO.

Em Itaituba uma turma de acadêmicos de Pedagogia da Faculdade Teológica do Pará-Fatep, pode estar sendo vítima de mais um engodo da proliferação de faculdades “piratas” que vem se alastrando pelo Brasil. No Pará a FATEP já foi denunciada pelo MPF tendo inclusive assinado um termo de Conduta de Ajustamento, já que o Ministério Público federal c constatou que a Fatep estaria irregular na oferta de cursos de graduação, tendo o MEC confirmado que a FATEP só estaria apta a promover cursos livres e não em nível Superior como está querendo fazer acreditar para os mais de trinta acadêmicos que em Itaituba estão cursando como se fossem ter acesso a diploma de nível Superior.

 Nesse sentido vários acadêmicos (as) já deram entrada na Justiça local pedindo que sejam ressarcidos num eventual golpe da FATEP, que mesmo tendo representante local, não convence os acadêmicos quanto a garantia de que no final do curso terão seus diplomas já que estão pagando uma mensalidade elevada para ocorrer tantos riscos. Embora o TAC contenha várias cláusulas e parágrafos, a Faculdade não estaria respeitando o que assinou perante o MPF, já que mesmo sendo denunciada e já tendo encerrado seus cursos em vários Munipcios continua suas atividades aqui em Itaituba. 

Há vários anos o MPF em face das irregularidades já havia proibido a Fatep de realizar seus cursos. Isto em 2011 onde as denuncias mostraram que estava havendo propaganda enganosa já que às vezes imaginavam estar inscrita em curso superior e na verdade estavam estudando apenas num curso livre com validade apenas para o técnico. Numa ação preventiva para resguardar seus direitos já que não confiam nas informações do coordenador local da FATEP, quanto ao curso de fato ter validade como superior, vários alunas(os) acionaram a Justiça local onde pedem que seja tomadas providências contra instituições de ensino, mais especificamente a Fatep para que não continuem fazendo vítimas ofertando cursos irregulares.

 No documento os alunos(as) citam que a FATEP está disponibilizando aqui em Itaituba cursos de Pedagogia, História, Administração e Filosofia(modalidade presencial duas vezes por Semana) No documento os denunciantes suspeitam de que estão sendo enganados porque o coordenador local teria informado que os mesmos seriam diplomados pela Faculdade Montenegro, depois passou a incumbência para a FAT e na seqüência FAO, sendo que atualmente está desenvolvendo suas atividades na Escola Marechal Rondon há dois anos, e não tendo ponto fixo.

 Os alunos que estão questionando, e querem abandonar os cursos ou na pior das hipóteses ter o ressarcimento das mensalidades pagas. Os acadêmicos (querem na denuncia que o MEC se pronuncie quanto à legalidade ou não da FATEP em Itaituba já que muitos estão concluindo os cursos e precisam do diploma parta entrar no mercado de trabalho. Na ação enviada ao Ministério Público, foram anexados diversos documentos que comprovariam as irregularidades da FATEP, sempre envolta em nebulosas situações

Um comentário:

  1. boa tarde! moro no municipio de aveiro estou cursando Administração pela FATEP, nossa turma está muito triste que está acontecendo, responsável pela fatep nos comunicou que nossa turma está na reponsabilidade da FAT. Com isso a gente não sabemos aonde nós somos se é FATEP OU FAT esta é nossa dúvida.

    ResponderExcluir